B Fachada – Como Calha

OK now today we have a pretty awesome song. The song is very fun and upbeat, but my favourite part about it, is that it’s sang in PORTUGAL’S PORTUGUESE and that is pretty adorable when you speak brazilian’s portuguese. 

Their portuguese sound so different from ours, more harmonic and elegant, I don’t know, is just very pretty on the ears.

Enjoy the wonderfull tune Como calha by performer BFachada, artistic name for lisbon performer Bernardo Cruz.

 

*************************************************************************************

 

Hoje trago uma música divertida. A música em si é bem legal e alto astral, mas o que acho mais fascinante é o fato de que ela é cantada em PORTUGUÊS…DE PORTUGAL!

Não, pera!

Mas eles não deviam falar  o mesmo idioma que a gente?

Meu deusss então porque tá tão difícil entender o que ele fala? hahahahah

Pois é amiguinhos, cuidado ao escolher Portugal como um destino para visitar pois você “domina o idioma” !

Curtam Como calha, música de 2012 de B Fachada, nome artístico do artista lisboeta Bernardo Cruz.

E aí, quantas palavras você conseguiu entender no meio da música? hihihi

Matt and Kim – Like I used to be

Conheci a duplinha Matt & Kim lá por 2012 mais ou menos. E me lembro que nessa época amava ouvir algumas músicas deles infinitamente no repeat.

Como sempre acontece, ouvi demais, e depois esqueci completamente que existia. Lá em 2012 a que eu mais ouvia era Daylight, que ainda é a minha música favorita deles:

Acho essa música energética de um jeito não convencional. Na minha cabeça ela faz tanto sentido quanto as músicas do LCD Soundsystem, música de trilha sonora do filme que tá passando na minha cabeça. Essa é a música do momento de “tomamos a decisão, agora vamos executar” hehehe.

Essa semana apareceu pra mim uma música fresquinha deles, lançada esses dias e que eu gostei muito. Chama Like I used to be – Como eu costumava ser.

Também acho muito divertida e energética, ideal pra uma quinta, que já é quase sexta, e que precisa desesperadamente de um lift up.

Acho que uma das mais famosas deles é essa aqui, Let´s go, que eu também adoro e acho tão contentinha, e o clipe é tão engraçado, tirando sarro daquelas sessões de fotos cafonas dos anos 80/90.

Agora, em termos de música de trilha sonora, eu acho que essa aqui é uma das campeãs deles. Altamente trilhasonorizável. Fora que esse clipe me dá uma sensação nostálgica dos idos tempos de MTv,tipo aqueles clipes brincalhões/inocentes do Blink 182, e coisas do tipo. Veja:

Musiquinha inocente e divertida pra curtir e animar sua tarde. Funcionou?

Major Lazer – Jessica

Você leu o título desse post e deve ter pensado “Aê, um pancadão pra animar essa segunda-feira, gostei de ver”. Sinto lhes dizer, não é um pancadão que lhes trago, é uma música melódica, mais lenta, com letra romântica (contrariando quase tudo do Major Lazer) e enfim muito legal, que a primeira vez que eu ouvi tocar eu falei “não acredito que isso é Major Lazer”.

Se você não conhece Major Lazer, é um grupo musical criado pelo Switch e pelo doidão funk-carioca-enthusiast DJ Diplo. Então basicamente o som quem eles produzem é sempre um pancadão e umas batidas fortíssimas, como por exemplo Pon de Floor, música que foi sampleada pra criar Run the World da Beyonce.

Eles também estouraram há alguns anos atrás com Lean On, com a Mo. Mas como essa música tocou demais nas rádios, ninguém aguenta mais ouvir, então não vou postar não. Curta aí esse sonzinho legalzinho que é Jessica.

Sabe quem tá cantando? O Ezra Koenig, vocalista da banda hipster velha conhecida Vampire Weekend.

Escuta mais uma do Vampire Weekend pra você se familiarizar com a voz do Ezra. Segue a música Step, também de 2013, assim como Jessica:

Como acho que vai demorar um pouco pro Major Lazer aparecer por aqui novamente, vou deixar mais uma deles, do mesmo álbum de Jessica, no mesmo estilo boazinha good vibes, sem ser pancadão:

Animou?

City of the sun – Intro ( The XX cover)

Interrompemos nossa programação de mega cantores e performances incríveis para uma mega performance sem cantores. Só um instrumental mesmo, que ao assistir sua reação vai ser: “Eita caralho”. Eu prometo.

Se eu te falar que é uma banda que tem 2 violões e 1 cajon, você vai imaginar “ok, nada demais”. Mas não tire conclusões precipitadas, meu jovem.

Se em algum momento da história, desde que o mundo é mundo, a composição DOIS VIOLÕES E UM CAJON E NINGUEM CANTANDO teve mais ENERGIA INFINITA do que essa apresentação aqui, eu desconheço:

Sério, parece que eles vão derrubar o prédio a qualquer momento. É tanta energia que é hipnótico.

Daí você deve estar pensando : “ mas de onde que eu conheço essa música?”

É dos maravilhosos do The XX! Como eu amo eles, vou deixar a original aqui :

Daí você pode pensar (hoje eu estou muito convicta que sei ler seus pensamentos, né mesmo?) : “ Nossa hehe, mas como eles se empolgaram naquela apresentação do Sofar, né!” Mas VEJA BEM! Eles são sempre MUITO empolgados, é demais!

Além de lindinhos (não vamos enganar ninguém aqui, né), são talentosos demais! Procurem mais músicas deles, que as apresentações são sempre incríveis!

Bruce Springsten – Dancing in the dark

Olha, se você que só conhece “Born in the USA” do Bruce já torceu o nariz e falou “eu hein”, por favor ,curta esse som e depois nos falamos.

Essa música é demais, meu irmãozinho.

Tudo nela é demais. O vocal, o ritmo, a voz, e a letra é maravilhosa. Eu fico triste de verdade quando essa música acaba. Por mim ela podia durar horas.

Eu só conheci essa música recentemente, embora ela seja de 1984. Mas o clipe dela pra mim é maravilhoso. Tudo que tem de daora dos anos 80 tá aqui.

O Bruce Springsteen tá lindo maravilhoso (não vamos enganar ninguém aqui), a roupa dele pra mim é o máximo, a energia, a performance, e quando você acha que não dá pra melhorar, ele chama pra dançar com ele no palco uma bem novinha COURTNEY COX.

ELA MESMO, A MONICA GELLER DE FRIENDS com seus 20 aninhos.

(aliás, queria fazer uma observação de baixíssima importância, mas pq não, já que estamos aqui? Ironicamente hoje eu tou com EXATAMENTE o mesmo look da Courtney Cox nesse clipe. Cabelinho pixie, camiseta branca masculina, jeans azul de cintura alta. Só que ela tá de converse e eu de nike airmax.)

Eu amo a estética 80s, amo a energia (já falei, mas é pra dar ênfase mesmo). Apenas curta muito esse som, que já a gente fala da letra:

Cêis tambem acham o Bruce Springsteen de 84 parecido com o Hugh Jackman de hoje?

Acho tão linda a letra. Ela fala muito sobre estar frustrado no seu atual estado, estagnado, de querer provocar mudanças, enfim. Contagiante, pra dizer  o mínimo:

“I check my look in the mirror
I wanna change my clothes, my hair, my face

Man, I ain’t getting nowhere
I’m just living in a dump like this
There’s something happening somewhere
Baby I just know that there is

You can’t start a fire
You can’t start a fire without a spark “

Como essa música é maravilhosa, ela tem muitos covers acústicos sensacionais. Esse aqui é demais:

Esse aqui é muuuuito bom também. Um pouco melancólico, mas lindo d+++

A minha diquinha pra você hoje é: coloque essa música HOJE na sua playlist. Segunda feira de manhã quando você for trabalhar, coloca ela no carro pra tocar bem alto. E prometo que você  vai chegar pelo menos uns 5% mais animado pra trabalhar. Chegue mais animado, ou seu dinheiro de volta.

You can´t start a fire without a spark!