Kishi Bashi – This must be the place (Naive Melody)

Descobri essa música primeiramente por esse cover sensacional do Kishi Bashi, e só depois fui tomar conhecimento que ela era do Talking Heads.

Basta uma rápida pesquisa no youtube pra descobrir que essa música é totalmente amada por grandes bandas. Tem cover dos Lumineers, do Arcade FireMGMT e muitos outros, mas o melhor cover sem dúvidas é esse do Kishi Bashi.

A versão original dessa música é muito diferente do cover que você acabou de ouvir. Como ela foi lançada em 1983, é totalmente new wave, mais dançante, com elementos eletrônicos. Uma curiosidade interessante, é que essa música é intitulada de “Naive Melody”, melodia ingênua, pois a composição para o baixo e a guitarra são exatamente iguais durante a música inteirinha.

Encontrei também uma declaração legal do David Byrne sobre a composição dessa música e achei legal compartilhar. Byrne disse que essa é uma canção de amor, tema que ele costuma evitar por ser “kinda big” (amei essa definição). Olha o que ele diz sobre a letra:

That’s a love song made up almost completely of non sequiturs, phrases that may have a strong emotional resonance but don’t have any narrative qualities. It’s a real honest kind of love song. I don’t think I’ve ever done a real love song before. Mine always had a sort of reservation, or a twist. I tried to write one that wasn’t corny, that didn’t sound stupid or lame the way many do. I think I succeeded; I was pretty happy with that.”

Em tradução livre:

“Essa é uma canção de amor feita quase completamente de non sequiturs, frases que podem ter uma forte ressonância emocional, mas que não tem qualidades narrativas. É um tipo realmente honesto de canção de amor. Eu acho que eu nunca havia feito uma verdadeira canção de amor antes. As minhas sempre tem uma certa reserva, ou uma reviravolta. Eu tentei escrever uma que não era brega, que não soasse estúpida ou tonta do jeito que muitas o fazem. Eu acho que obtive sucesso, fiquei muito feliz com o resultado.”

Legal né?  Eu não a imaginava como uma canção de amor, e sim como uma canção de homesick, saudade de casa. Ah, a maravilhosidade da música e suas muitas interpretações! Curtam a versão original:

Caso tenham ficado curiosos, deixo aqui a versão dos Lumineers, em que eles também falam que gostam dessa música, pois faz eles lembrarem de casa:

Bonitinha, mas nem compara com a do Kishi.

Achei engraçado que acabei descobrindo que o Sean Penn fez um filme em 2011 chamado This must be the place. Nunca vi o filme, mas assisti o trailer, e no trailer acontece uma cena engraçada, que uma criança fala “Você vai tocar a This must be the placedo Arcade Fire?” e o Sean Penn desolado, responde “Essa música é dos Talking Heads!”, e logo em seguida aparece o David Byrne cantando num palco. Como disse, nunca vi o filme, então não sei dizer se é bom ou ruim ou ótimo ou péssimo, mas caso queiram ver o trailer :

Eu adoro Arcade Fire, mas eu confesso que achei tão ruim a versão deles que não vou nem colocar aqui.

Pra fechar esse post, que acabou se prolongando, vou deixar aqui a apresentação brilhante do Kishi Bashi no NPR Tiny Desk. Se você gosta de música mais experimental, muita técnica e uma abordagem diferentona, não deixe de assistir, você vai ficar impressionadíssimo. Nunca imaginei que veria a combinação de beatbox e violino dando certo na minha vida. Também nunca imaginei que um violino pudesse ser tão versátil, me lembrou o Andrew Bird, mas isso é assunto pra outro post.

Confesso que ao assistir esse vídeo fiquei com umas pontadas de irritação, pensando como que pode um artista tão talentoso igual esse com tão pouco reconhecimento. Mas vida que segue, vou fazer minha contribuição e divulgar ele com vocês. Curtam muito:

Home, is where I want to be, but I guess I´m already there….