Dingo Bells – Dinossauros

A música de hoje é muito linda, é uma graça, é maravilhosa. Viva o rock nacional, meu deus do céu.

Faz pelo menos umas 2 semanas que TODOS OS DIAS acordo pela manhã com essa música na cabeça, com a maravilhosa frase:

“É…talvez…a sua imaginação, esteja tão limitada, por problemas reais…”

E quer verdade maior que essa? O tanto que nossa imaginação fica limitada por problemas reais?

A música Dinossauros da maravilhosa banda Dingo Bells tem uma letra toda maravilhosa. Curta, curta muito, curta a letra, curta a melodia, curta tudo:

Sempre que eles falam “Hoje me sinto, como de certo se sentiram os astronautas, quando souberam que de frente lá na lua, não voltariam pro Cabo Canaveral…” sinto um apertinho no peito e me dá uma tristezinha momentânea. Toda. Santa. Vez.

Gostaria de mencionar também que acho essa música altamente BEATLECÊNTRICA, influenciada lindamente pela fase Sgt Peppers / Abbey Road / White Album. Se você pegar ali a partir do minuto 2:30, parece até que estamos ouvindo um trecho de A day in the lifecom o solo inicial de Something. Pode ouvir, lembra muito! Melhores referências possíveis.

Mas confesso que a banda Dingo Bells me evoca uma outra referência ótima e muito engraçada. Se você tem crianças pequenas perto de você, provavelmente você conhece as músicas do Mundo de Bita. Não vou linkar aqui, porque se você de fato tem crianças pequenas, você já ouviu Mundo de Bita até cansar e muito.

Mas escuta só a música Sinta-se em casa, e veja se a voz não parece muitoooooo a voz do Bita:

É o Bita, gente!

E olha aí, eles são o estilo de banda que eu amo. Simplesmente incríveis ao vivo. Olha eles aí arrasando no Sofar Latin America:

bom demais, né não?!

Anúncios

Rita Lee – Agora só falta você

Essa que vos fala deu uma sumidinha nos últimos dias né não?

Confesso que essa loucura de horários de copa me bagunçou toda a organização de escrever. Mas acho que agora é seguro dizer que isso acabou (#ohexanãoémaisrealidade).

Semana passada também teve outro acontecimento que bagunçou toda minha organização, que foi o meu niver! Eu adoro fazer aniversário. E como o meu é bem no meio do ano, acho que é sempre uma boa época pra medir o que fiz até essa parte do ano, e o que pretendo fazer com o restante. Gosto que aniversário traz esse aspecto de mudança, de novos ares, idade nova, fase nova. Acho sempre muito bem vindo.

Em função disso trago essa música sensacional hoje, Agora só falta você da dona Rita Lee que vou deixar a letra aqui em baixo:

A primeira versão que trago é no acústico MTV da Rita, de 1998. Detalhe que a Rita maravilhosa nesse acústico tinha 51 anos. Seria minha meta de vida?

Agora vou deixar a versão original, com a banda Tutti Frutti, gravado em 1975, que tem uma bateria fantástica:

Um belo dia resolvi mudar

E fazer tudo o que eu queria fazer

Me libertei daquela vida vulgar

Que eu levava estando junto a você

 

E em tudo que eu faço

Existe um porquê

Eu sei que eu nasci

Sei que eu nasci pra saber

 

E fui andando sem pensar em voltar

E sem ligar pro que me aconteceu

Um belo dia vou lhe telefonar

Pra lhe dizer que aquele sonho cresceu

 

No ar que eu respiro

Eu sinto prazer

De ser quem eu sou

De estar onde estou

 

Agora só falta você

Agora só falta você

Agora só falta você

Agora só falta você

 

E fui andando sem pensar em voltar

E sem ligar pro que me aconteceu

Um belo dia vou lhe telefonar

Pra lhe dizer que aquele sonho cresceu

 

No ar que eu respiro

Eu sinto prazer

De ser quem eu sou

De estar onde estou

 

Agora só falta você!

Acho a Rita Lee simplesmente fantástica, talentosa, autêntica, um tesouro da nossa música nacional. Já postei aqui no blog uma vez ela cantando bossa nova com o João Gilberto, mas vou postar novamente, porque é o famoso “vale a pena ver de novo” pra mostrar toda a versatilidade dessa performer fantástica. Coisa fina, fina:

E já que trouxe  o vídeo dessa apresentação memorável, vou deixar uma entrevista da Rita contando sobre como foi esse show, que acredite se quiser, não teve ensaio nenhum:

A Rita, assim como eu, é muito fã de Beatles (amem) e em função disso, é sempre muito notável nas músicas, nos vocais, nos arranjos, a influência beatlemaníaca (amem novamente). Vou deixar aqui uma música mais recente dela, mas simplesmente fantástica. A letra é o máximo, e é uma mensagem pra lá de boa pra você começar a semana com bom humor hehe:

Acho que temos músicas com mensagens pra lá de legais pra começar a semana, que que cêis acham?

Ornella Vanoni – Senza Paura

O último post por aqui foi do Dean Martin e algumas músicas pra lá de conhecidas italianas.

Confesso que tou com esse tema ecoando na minha cabeça, e hoje trago mais uma música italiana pra vocês. Senza Paura não é tão tradicional, mas é maravilhosa:

Ornella Vanoni é uma cantora muito tradicional italiana, que fez muito sucesso na década de 60 e 70, e em 1976 gravou um album inteiro de bossa nova cantado em italiano com Toquinho e Vinícius, é muito legal se você gosta do gênero:

Se você acha que conhece a música Senza Paura de algum lugar, pode ser da versão original dela, a Sem medo de Toquinho e Vinicius, que é maravilhosa e tem uma letra incrível. Confesso que a cada ano que passa me sinto cada vez mais medrosa em cada tomada de decisão, e é justamente sobre isso que essa música fala, viver cada fase da vida (inclusive a morte) sem medo.

Gostei dessa mensagem (e importante lembrete) pra começar a semana,e vocês?

Vai estar tendo Copa

Ontem começou a copa do mundo, e como eu gosto de coisas temáticas, vou falar de copa do mundo SIM. Eu não entendo nadíssima de futebol e confesso que não poderia me importar menos com futebol, mas copa é copa né? Não vamos relevar a magnitude desse evento, principalmente quando se mora aqui no BR.

Eu queria muito poder comentar sobre a música tema da copa desse ano, mas achei simplesmente UMA MERDA. Não entendo porque a galera que organiza a música tema da copa insiste toda vez em pegar americanos pra isso. Eles não conhecem seu público alvo? Os EUA cagam pra futebol, não tem nada a ver, além do que os EUA já dominam o mercado do entretenimento mundial, não precisa dar mais essa pra eles. Porque não pegar um artista brasileiro ou sul americano (países que curtem muito mais futebol) pra fazer um feat doido com uns russos?

Porra, e ainda me colocaram o Robie Williams na fucking abertura. Que ano é hoje? Lastimável.

Então como tou revoltadinha, não vou postar música tema coisa nenhuma. Hoje é sexta e domingo é a estreia do brasilzão na copa. Como já disse ali em cima, não gosto de futebol, mas acho importante a gente lembrar que os jogadores além de profissionais que ganham milhões de euros, são pessoas também. Nem imagino a pressão na cabeça deles de voltar a jogar em copa pós 7×1.

Por isso pensei nessa música aqui pra hoje:

Reconhece a queda, e não desanima… Levanta, sacode a poeira, dá a volta por cima…”

Sou publicitária de formação, e confesso que se eu fosse dirigir algum comercial da seleção pra essa copa, essa seria minha trilha.

Já que estamos no tema futebol, vou deixar essa aqui que eu também usaria em um comercial daqueles fodelões da nike, mostrando os meninos novinhos jogando bola nas favelas, e depois corta pra eles super profissionais no campo:

Já que estamos postando  só sambinhas por aqui, vou deixar uma marchinha pra lá de conhecida, que já que provavelmente o tema futebol não aparecerá por aqui tão cedo:

Essa marchinha é tão alto astral que acho que ela contagia qualquer um, até quem não curte futebol. Tipo eu. Contagia sim. Outra que cumpre o mesmo efeito é essa aqui:

Então tchau, boa copa, juízo e vai Neymar!

Nação Zumbi – Um sonho

Hoje trago uma música muito linda, e de brinde, com o sotaque mais legal.

Nação Zumbi é uma das bandas mais tradicionais do cenário do rock brasileiro, mas confesso que nunca tinha ouvido muita coisa além de Manguetown.

Há alguns meses meu marido me apresentou essa música maravilhosa deles, e nós dois ficamos completamente viciados. Simplesmente não conseguimos parar de ouvir por muito tempo. Como se não fosse suficiente, decidi tirar ela no violão, e daí sim era a tarde inteira ouvindo no repeat mil vezes mesmo.

Se prepare pra amar:

Ontem foi dia dos namorados, e por mais que não sou muito fã dessa data (acho que as redes sociais ficam intransitáveis, inundadas de declarações forçadas, e os restaurantes superfaturados e lotados), porém acho válida a lembrança pra comemorarmos o amor de uma forma coletiva. Prefiro os aniversários próprios (de namoro, de noivado, de casamento, do primeiro encontro, etc), mas fica aqui minha homenagem ao 12/06.

De nada por você ficar o dia inteiro tentando acertar a letra dessa música até decorar. Sonhoo tive um sonhooo esse sonhooo sonhooo não sei se sonhava o sonhoooo.

Nelson Cavaquinho – Juízo Final

Como disse no último post, eu estive de férias pelos últimos 15 dias. E quando eu tou de férias, procuro ficar bem offline de tudo, só manter contato com a família pra avisar que tá tudo bem mesmo e tchau. Então imaginem que inusitado (pra dizer o mínimo) foi chegar no BRzão de meu deus na atual situação.

Greve pra tudo que é lado, caos aéreo, sem combustível, sem gás de cozinha, pessoas que não fazem a mínima ideia do que é intervenção militar pedindo intervenção militar, pessoas se estapeando por litros de combustível, comerciantes vendendo itens de necessidade básica até 5x mais caro do que custam, mercados racionando comida, filas quilométricas nos postos, histeria e egoísmo pra todos os lados… Ou seja, um grande exercício de perda de fé na humanidade generalizada.

Então logo que chegamos levei aquele tapão de choque de realidade pós-férias e comecei a viver essa situação toda, comecei a pensar nessa música:

O sol….há de brilhar mais uma vez

A luz….há de chegar aos corações

O mal….será queimada a semente

O amor…será eterno novamente

É o Juízo Final, a história do bem e do mal

Quero ter olhos pra ver, a maldade desaparecer

O amor…será eterno novamente

Embora ela fala do juízo final, que é mais ou menos a sensação de como estão as coisas agora, ela traz uma mensagem de esperança. Não sei se me qualifico tão esperançosa quanto a música, acho que tou mais pro lado do juízo final mesmo.

Mas bem que eu “quero ter olhos pra ver a maldade desaparecer”.

Nesse bafafá todo qual música parece ser uma boa trilha sonora pra você? Helter Skelter dos Beatles também me parece apropriado.

Beth Carvalho – Andança

Ontem postei a linda Retalhos de Cetim, que me lembrou essa música de hoje, já que a Beth Carvalho diz no meio da música “vestido de cetim…”, é como se elas se conversassem.

Muita gente coloca pela internet pro aí a frase “Por onde for, quero ser seu par”, mas muito provavelmente não sabem de onde é. É dessa música linda, de Paulinho Tapajós, Danilo Caymmi e Edmundo Souza.

Versão linda da Beth Carvalho com super backing vocals:

Agora olha que diferente essa versão, bem sessentinha da Beth Carvalho com os Golden Boys. Muito diferente, e ainda assim muito interessante. Me parece que é de 1968 essa versão:

Tem muita gente que conhece essa música na versão de 1969 da Elis Regina, mas eu ainda prefiro a da Beth Carvalho. Mesmo assim, segue com arranjos musicais lindíssimos e estilo bem moderninho pra época:

Ah que música linda pra ficar na cabeça!