Neil Young – Heart of gold

Well guys, sorry for the MIA I’ve been pulling off in here, but things have been a little crazy lately. Who said it was easy to be a modern gipsy in Italy with one unit of husband and one unity of dog?

Well, this morning I woke up feeling like it has been a long time since I didn’t listen to some good classics of my playlists. Those kind of songs that are always good to listen, no matter how is your mood for the day. Beautiful and meaningful songs. Here’s one of them, for you to start your week in the right mood:

 

I find Heart of gold a very emotional and touching song, for me, it is one of those songs that you really must stop everything you’re doing in order to pay attention to it.

How could we categorize mister Neil Young? Folk, rock, country? What about all of them? This guy is awesome and that’s it. Here’s a longer, but plain ol’ AWESOME song, Down by the river:

 

Another one I love is the classic Harvest Moon, I don’t know, it’s like this song (and it’s videoclip) are able to transport you into another time, age, universe where everything is just so simple, so happy and carefree:

You know I couldn’t leave without adding Old Man to this fantastic post.

By the way, if you enjoy Neil Young, his youtube channel is stocked with awesome videos and lots lots lots of great songs in many different versions. Enjoy!

*******************************************************************************

Olá amiguinhos, desculpem ter sumido momentaneamente, mas devo admitir que as vezes a minha mentalidade de “ano sabático” engloba todas as partes da vida, inclusive esse humilde bloguinho.

Hoje acordei nesta segunda feira pensando como faz tempo que eu não escutava canções clássicas das minhas playlists, canções que estão lá há muito tempo, e que sempre são fantásticas. Canções que vão bem com qualquer momento e tipo de humor, pois sempre acrescentam alguma coisa.

Heart of Gold é uma canção muito emocional e tocante. Pra mim é aquele tipo de música que você absolutamente tem que parar o que está fazendo pra prestar atenção.

Como poderíamos categorizar o sr. Neil Young: folk, rock, country? Todos juntos? Não importa, o que importa é que ele é simplesmente foda e sempre tem alguma canção que combine com seu humor do dia, como a incrível Down by the river:

OUtra canção que adoro é Harvest moon. Parece que ela (e seu clipe) te transportam pra um momento no tempo maravilhoso, em que tudo é feliz e despreocupado:

Não poderia ir embora sem deixar Old man aqui né? Aliás, se você é fã do trabalho do Neil Young, o canal dele no youtube é recheado de músicas, entrevistas , versões ao vivo etc etc. Imperdível!

La Femme – Où va le Monde

Hoje trago uma música punk francesa muito interessante, da banda La Femme.

A princípio eu só achava ela muito legal e dinâmica, fantástica de colocar bem alto no carro e dirigir animado por aí, ou colocar no foninho e fazer aquele mercado no pique (dona de casa,eu? magina). Mais uma música digna do selo “música de trilha sonora de filme” sim senhor.

Mas hoje parei pra ler a letra de Où va le monde , que significa “Pra onde vai o mundo?” e achei uma grandíssima pira. Fora que a letra é gigaaaante, tipo as músicas do LCD Soundsystem.

Voilà:

Essa bateria rapidinha é demais.

Se você gostou, vou deixar aqui mais uma música legal da banda, de 2013, Ressort:

Très bonn!

Small Faces – All or nothing

Ultimamente estamos vivendo dias polarizados, opiniões exaltadas, tempos de muitos exageros, de tudo ou nada. Gente que nunca teve intelecto ou interesse político, fazendo 10 declarações por dia de cunho eleitoral.

É desesperador. É preocupante. É cansativo.

Mas no meio dessa canseira toda, veio a sensacional All or nothing na minha cabeça.

Small Faces é uma banda britânica que fez muito sucesso na década de 1960, tendo seu auge em 1966.

Outra música deles que gosto muito é essa aqui, Lazy Sunday Afternoon (que é um ótimo descritivo do que foi o dia de ontem, inclusive):

Boa semana! Sobrevivamos.

Elvis Presley – Devil in disguise

 

Quando você é uma pessoa jovem e está se iniciando no mundo da música e do rock’n’roll, existem dois nomes que sempre aparecem em qualquer pesquisa de referência, inspiração, etc. São eles Beatles e Elvis Presley.

Eu enxergo o Elvis como um baita de um formador de caráter musical. Ele é uma coisa meio Pai, filho, espírito santo do rock.

Se você, pequeno gafanhoto, começou na sua jornada de conhecimento musical (empolguei) ouvindo muito Elvis, estudando suas várias fases e diferenças musicais, você então foi descobrindo que Elvis influenciou todas as outras bandas e artistas fodas do rock depois dele, e aí você se dá conta que ele é, de fato, uma entidade sagrada.

Hoje estava pensando em algumas pessoas que são alguns desafetos meus, que se portam como bons mocinhos na frente de quem importa, e no fundo, eu sei que não valem nada. E involuntariamente soltei na minha cabeça a frase “Devil in disguise…” e imediatamente me veio essa música espetacular na cabeça.

Foi só dar o play nela que me deu uma nostalgia tão boa, como se eu tivesse vivido a época em que ela foi lançada:

 

Como é a primeira vez do Elvis por aqui, vou deixar mais uma:

E aí, qual é a sua música favorita do rei?

Maps – Cape Cope

Que a música Maps do Yeah Yeah Yeahs é maravilhosa não é novidade pra ninguém.

Acho essa música espetacular em tudo, na letra, no ritmo, acho muito emocional, carregada de sentimento.

Se você não conhece a versão original, curta aqui:

 

Os covers do programa Triple J – Like a version aparecem frequentemente por aqui, pois sempre tem artistas famosos e não tão famosos assim fazendo covers incríveis.

Hoje trago um trio punk australiano composto por 3 meninas talentosas chamado Camp Cope. Se você também ama Maps, se prepare que essa versão vai te emocionar:

Lindo né?

Queen – Don´t stop me now

Hoje é segunda-feira, um bom dia pra gente ficar desanimado com o que vem pela frente: a dieta que tinha que ter começado 15 segundas-feiras atrás, algum serviço chato no trabalho, alguma treta adiada da semana passada, enfim.

Mas segunda-feira também pode ser um dia bom, com ânimo pra começar bem a semana.

Numa lembrança do facebook de 6 anos atrás, nesse dia compartilhei Don´t stop me now do Queen uma puta duma música muito animada. Provavelmente eu estava tendo um dia muito bom, ou prestes a começar alguma coisa bem animadora para a jovem Paula.

De qualquer forma, deixo ela aqui hoje pra animar sua segunda e sua semana. Por mais rabugento que você esteja, é difícil ouvir a música toda e não se contagiar pelo menos um pouquinho.

Don´t stop me now! I´m having a good time!

Vou deixar aqui um cover sensacional à la Tina Turner do pessoal maravilhoso do Post Modern Jukebox que já apareceram por aqui.

Animou?

B Fachada – Como Calha

OK now today we have a pretty awesome song. The song is very fun and upbeat, but my favourite part about it, is that it’s sang in PORTUGAL’S PORTUGUESE and that is pretty adorable when you speak brazilian’s portuguese. 

Their portuguese sound so different from ours, more harmonic and elegant, I don’t know, is just very pretty on the ears.

Enjoy the wonderfull tune Como calha by performer BFachada, artistic name for lisbon performer Bernardo Cruz.

 

*************************************************************************************

 

Hoje trago uma música divertida. A música em si é bem legal e alto astral, mas o que acho mais fascinante é o fato de que ela é cantada em PORTUGUÊS…DE PORTUGAL!

Não, pera!

Mas eles não deviam falar  o mesmo idioma que a gente?

Meu deusss então porque tá tão difícil entender o que ele fala? hahahahah

Pois é amiguinhos, cuidado ao escolher Portugal como um destino para visitar pois você “domina o idioma” !

Curtam Como calha, música de 2012 de B Fachada, nome artístico do artista lisboeta Bernardo Cruz.

E aí, quantas palavras você conseguiu entender no meio da música? hihihi