Ana Frango Elétrico – Farelos

Hoje trago uma música inusitada e gostosinha de ouvir. Garanto que você vai ficar com a frase “I…have….only fareloshhhh!” na cabeça por um tempo. A música Farelos apareceu no meu shuffle e eu amei. Acho que você vai  curtir também:

Se você achou engraçado o nome Ana Frango Elétrico da cantora (eu também achei), eu te explico o porque: Ela se chama Ana Fainguelernt, e só queria um nome fácil de pronunciar que fosse parecido com seu sobrenome de verdade. Logo, Fainguelernt < Frango elétrico.

Se eu fosse aderir a essa ideia, acho que me chamaria Paula Vai lá. Melhor não?

Vou deixar aqui o disco todo, que é uma coisa meio psicodélica, meio tropicália, com uma vozinha suave, letras louquíssimas, e instrumentação muito legal:

 

Anúncios

Dingo Bells – Dinossauros

A música de hoje é muito linda, é uma graça, é maravilhosa. Viva o rock nacional, meu deus do céu.

Faz pelo menos umas 2 semanas que TODOS OS DIAS acordo pela manhã com essa música na cabeça, com a maravilhosa frase:

“É…talvez…a sua imaginação, esteja tão limitada, por problemas reais…”

E quer verdade maior que essa? O tanto que nossa imaginação fica limitada por problemas reais?

A música Dinossauros da maravilhosa banda Dingo Bells tem uma letra toda maravilhosa. Curta, curta muito, curta a letra, curta a melodia, curta tudo:

Sempre que eles falam “Hoje me sinto, como de certo se sentiram os astronautas, quando souberam que de frente lá na lua, não voltariam pro Cabo Canaveral…” sinto um apertinho no peito e me dá uma tristezinha momentânea. Toda. Santa. Vez.

Gostaria de mencionar também que acho essa música altamente BEATLECÊNTRICA, influenciada lindamente pela fase Sgt Peppers / Abbey Road / White Album. Se você pegar ali a partir do minuto 2:30, parece até que estamos ouvindo um trecho de A day in the lifecom o solo inicial de Something. Pode ouvir, lembra muito! Melhores referências possíveis.

Mas confesso que a banda Dingo Bells me evoca uma outra referência ótima e muito engraçada. Se você tem crianças pequenas perto de você, provavelmente você conhece as músicas do Mundo de Bita. Não vou linkar aqui, porque se você de fato tem crianças pequenas, você já ouviu Mundo de Bita até cansar e muito.

Mas escuta só a música Sinta-se em casa, e veja se a voz não parece muitoooooo a voz do Bita:

É o Bita, gente!

E olha aí, eles são o estilo de banda que eu amo. Simplesmente incríveis ao vivo. Olha eles aí arrasando no Sofar Latin America:

bom demais, né não?!

Rita Lee – Agora só falta você

Essa que vos fala deu uma sumidinha nos últimos dias né não?

Confesso que essa loucura de horários de copa me bagunçou toda a organização de escrever. Mas acho que agora é seguro dizer que isso acabou (#ohexanãoémaisrealidade).

Semana passada também teve outro acontecimento que bagunçou toda minha organização, que foi o meu niver! Eu adoro fazer aniversário. E como o meu é bem no meio do ano, acho que é sempre uma boa época pra medir o que fiz até essa parte do ano, e o que pretendo fazer com o restante. Gosto que aniversário traz esse aspecto de mudança, de novos ares, idade nova, fase nova. Acho sempre muito bem vindo.

Em função disso trago essa música sensacional hoje, Agora só falta você da dona Rita Lee que vou deixar a letra aqui em baixo:

A primeira versão que trago é no acústico MTV da Rita, de 1998. Detalhe que a Rita maravilhosa nesse acústico tinha 51 anos. Seria minha meta de vida?

Agora vou deixar a versão original, com a banda Tutti Frutti, gravado em 1975, que tem uma bateria fantástica:

Um belo dia resolvi mudar

E fazer tudo o que eu queria fazer

Me libertei daquela vida vulgar

Que eu levava estando junto a você

 

E em tudo que eu faço

Existe um porquê

Eu sei que eu nasci

Sei que eu nasci pra saber

 

E fui andando sem pensar em voltar

E sem ligar pro que me aconteceu

Um belo dia vou lhe telefonar

Pra lhe dizer que aquele sonho cresceu

 

No ar que eu respiro

Eu sinto prazer

De ser quem eu sou

De estar onde estou

 

Agora só falta você

Agora só falta você

Agora só falta você

Agora só falta você

 

E fui andando sem pensar em voltar

E sem ligar pro que me aconteceu

Um belo dia vou lhe telefonar

Pra lhe dizer que aquele sonho cresceu

 

No ar que eu respiro

Eu sinto prazer

De ser quem eu sou

De estar onde estou

 

Agora só falta você!

Acho a Rita Lee simplesmente fantástica, talentosa, autêntica, um tesouro da nossa música nacional. Já postei aqui no blog uma vez ela cantando bossa nova com o João Gilberto, mas vou postar novamente, porque é o famoso “vale a pena ver de novo” pra mostrar toda a versatilidade dessa performer fantástica. Coisa fina, fina:

E já que trouxe  o vídeo dessa apresentação memorável, vou deixar uma entrevista da Rita contando sobre como foi esse show, que acredite se quiser, não teve ensaio nenhum:

A Rita, assim como eu, é muito fã de Beatles (amem) e em função disso, é sempre muito notável nas músicas, nos vocais, nos arranjos, a influência beatlemaníaca (amem novamente). Vou deixar aqui uma música mais recente dela, mas simplesmente fantástica. A letra é o máximo, e é uma mensagem pra lá de boa pra você começar a semana com bom humor hehe:

Acho que temos músicas com mensagens pra lá de legais pra começar a semana, que que cêis acham?

Nação Zumbi – Um sonho

Hoje trago uma música muito linda, e de brinde, com o sotaque mais legal.

Nação Zumbi é uma das bandas mais tradicionais do cenário do rock brasileiro, mas confesso que nunca tinha ouvido muita coisa além de Manguetown.

Há alguns meses meu marido me apresentou essa música maravilhosa deles, e nós dois ficamos completamente viciados. Simplesmente não conseguimos parar de ouvir por muito tempo. Como se não fosse suficiente, decidi tirar ela no violão, e daí sim era a tarde inteira ouvindo no repeat mil vezes mesmo.

Se prepare pra amar:

Ontem foi dia dos namorados, e por mais que não sou muito fã dessa data (acho que as redes sociais ficam intransitáveis, inundadas de declarações forçadas, e os restaurantes superfaturados e lotados), porém acho válida a lembrança pra comemorarmos o amor de uma forma coletiva. Prefiro os aniversários próprios (de namoro, de noivado, de casamento, do primeiro encontro, etc), mas fica aqui minha homenagem ao 12/06.

De nada por você ficar o dia inteiro tentando acertar a letra dessa música até decorar. Sonhoo tive um sonhooo esse sonhooo sonhooo não sei se sonhava o sonhoooo.

O Terno – Volta

A música que eu trago hoje é tão boa que irrita.

Irrita porque te provoca vários pensamentos como:  “como eu não conheci essa banda/ música/ álbum antes?” Por que esses caras não estão em todas as rádios e programas de TV do BR? Entre outros. Enfim, mais ou menos a mesma indignação misturada com admiração que vimos no post do Bazar Pamplona.

O som deles é demais, com um ar meio retro, mas muito autoral. Além de serem muito talentosos, também são reis do deboche, e eu adoro. Os clipes são fantásticos, e muitas letras de músicas são bem engraçadas e danadinhas, tirando sarro inclusive do som que eles fazem.

Olha como é linda a música Volta:

E como eu amo gente talentosa que manda bem ao vivo, que tal essa versão apenas de voz e violão, ENQUANTO sobe uma ladeira em Lisboa? Parabéns ao Tim pelo talento, habilidade e fôlego, hehe.

Se você gostou do que ouviu até aqui, vou deixar mais algumas músicas com clipes incríveis, porque sim. Esse clipe é demais:

o clipe de 66, foi o primeiro da banda. Nessa música eles debocham do próprio estilo das músicas, e se questionam de como deveriam ser exatamente:

E olha que máximo, pra fechar com chave de ouro, deixo aqui uma versão diferentona dos meninos d´O Terno da música que eu postei ontem, Canto de Ossanha, com um som bem mais blusado.

E vida longa ao rock nacional!!

Bazar Pamplona – É tão cafona o que eu sinto por você

Oi meu nome é Paula, e eu tenho um problema seríssimo de respeitar o título do blog que eu criei. Ele fala que é “1 música por dia” mas eu posto duzentas.

Hoje eu vou tentar postar só essa. Vou não fazer textão, eu prometo.

Mas curtam esse som, e apenas busquem conhecimento. Escutem outras músicas dessa banda muito legal no youtube. Ahhhhhhhhhh que música legal!

(Como eu amo a palavra cafona. A gente usa pouco né?

Tipo assim. Juro que não vou postar outro vídeo. Mas caso você queira ouvir mais uma música super legal, eu meio que vou deixar aqui.

Já que eu caguei com o combinado, vou deixar mais uma aqui. E contemplem o nome do antigo álbum: MÚSICAS QUE CAEM EM PÉ E CORREM DEITADAS. Como não amar?

Viva o rock nacional!