Jack Johnson – Escape

Pensa numa música apropriada pra uma segunda-feira? RISOS.

Essa música é muito interessante. Se você chama-la de “Escape”, ninguem vai saber que música é. Mas se você falar que é a “The Piña Colada Song” ah, pronto. Resolvido.

Todo mundo conhece o refrão “If you like Piña Coladaaaasss….”, mas pouca gente já parou pra prestar atenção na história toda da música. Vou resumir pra vocês:

Um marido entediado com o casamento lê na coluna de anúncios pessoais uma pessoa que diz que gosta de piña colada, tomar banho de chuva, não gosta de yoga, etc. . Ele se interessa e responde “Sim eu gosto de piña coladas, e tomar banhos de chuva (sempre o refrão)”, e você percebe em alguns momentos que ele se sente mal de fazer isso com a esposa dele, mas vai em frente mesmo assim.

Daí eles marcam de se encontrar num bar, e quando ele chega no bar, qual não é a surpresa dele ao descobrir que a moça do anúncio era a própria espoda dele? RISOS, porém de nervoso, eu diria.

Daí a música termina com “Eu nunca soube que você gostava de PIña Coladas…E tomar banho de chuva…”

Essa é  a versão original, super 80 (ah, nesse vídeo tem a letra da música, se você quiser acompanhar a historinha que eu te contei):

E essa é a versão fofíssima e maravilhosa do Jack Johnson, que foi feita pro filme “A vida secreta de Walter Mitty”, aquele do Ben Stiller.

Você pode estar pensando : “Pera, eu já vi Jack Johnson e Ben Stiller juntos, mas não foi aí” . Não foi mesmo. Foi aqui, no clipe fofo e divertido de Taylor, de 2003.

Jorge Ben – Samba esquema novo

Se você é uma 90s kid assim como eu, pode ser que seu único pensamento ao ver o nome “Jorge Ben Jor” seja aquela música de fim de festa de formatura “Taj Mahal”, cantado na versão da banda ruim de formatura feat. Pessoas bêbadas gritando TETETETETE TETETEREE. Isso é muito ruim.

Jorge Ben na verdade é muito mais do que isso. Ou pelo menos já foi, e meio que se perdeu um pouco lá pelos anos 80.

Ironicamente, hoje é o aniversário dele. Hoje Jorge Ben completa 73 anos. Parabéns! Você pode estar pensando que esse é o motivo desse post, né? Mas não é não. O motivo real é porque eu tou indo pra praia, e há uns 5 anos atrás, quando eu descobri esse álbum, eu na época gravei ele num pendrive e ouvi umas 90x daqui até na praia sem parar.

Então toda vez que penso em ir pra praia, lembro do Samba Esquema Novo INTEIRO imediatamente.

Esse álbum de 1963 foi o que fez Jorge Bem estourar.  A primeira música é a versão dele pra “Mas que Nada” do one and only….JORGE BEN. Você achou que era do Sergio Mendes né??? Eu também achei. O Sérgio Mendes é um pianista brasileiro popstar que estourou nos EUA com essa música, então todo mundo acha que é dele. Mas ela é do nosso amigo Jorgin mesmo.

Além dessa PUTA MÚSICA, esse disco tem “Chove chuva”, “Tim dom dom” , “Quero esquecer você” , afffffs meu. Muita música massa. Parece que cada uma delas é uma parte de trilha sonora de momentos massa.

Apenas aproveitem esse discão da porra:

Olha aí a versão do Sergio Mendes pra Mas que nada, mundialmente conhecidaZzZz , porem muito boa sim, porem não tão boa igual a do Jorge Ben,desculpa:

E sei lá, se te bateu uma curiosidade, segue abaixo a versão original de Taj Mahal, de 1972, performada por Jorge Ben, e não banda ruim+ formando bêbado:

The Beautiful Girls – La Mar

Peço perdão ao amiguinhos leitores, mas essa pessoa que vos fala está em clima de praia. Sorry not sorry, mas olha o estilinho de música que tá tocando em automático na minha cabeça.

Malz ae:

Mais uma banda australiana de música chill gostosinha alto astral.

O vocalista dessa banda, chamado Mat McHugh tem algumas músicas solos tambem muito bonitinhas. Pegue sua piña colada e curta:

“Time takes away the pain, eventually…”

Essa se chama “Strang Days” e me lembra o comecinho da “These Days” da Nico. Escuta aí:

Good vibes sim ou sim?